Gestão empresarial: entenda o que é, quais são seus benefícios e saiba como aplicar

Um cubo levitando entre as mãos de um homem

A gestão empresarial é determinante no sucesso ou fracasso de qualquer negócio, independentemente do seu porte ou nicho de atuação. 

Afinal, enquanto uma boa gestão permite o crescimento sustentável da organização, uma má gestão resulta em diversos prejuízos, que podem até mesmo levar a empresa à falência. 

Para evitar esses problemas e aproveitar todos os benefícios de uma gestão empresarial eficiente, o primeiro passo é aprofundar os conhecimentos sobre esse tema.

E, para te ajudar nessa tarefa, neste artigo você entenderá os seguintes pontos:

Boa leitura!

O que é gestão empresarial?

A gestão empresarial refere-se à estratégia usada para conduzir um negócio em direção a processos mais eficientes, de modo a obter melhores resultados. 

Para isso, além de exigir um profundo conhecimento da organização, ela também demanda habilidades de organizar processos, gerenciar pessoas, apresentar soluções, entre outras. 

Dessa forma, é possível criar um planejamento estratégico que envolva a organização e a administração das várias áreas de um negócio, além de executar projetos que promovam o crescimento da organização.

Qual é a importância da gestão empresarial?

Um homem apontando para um gráfico em um papel

Adotar boas práticas de gestão empresarial é fundamental para reduzir custos operacionais, otimizar processos, melhorar a gestão de pessoas e cuidar da saúde financeira de um negócio. 

Por outro lado, caso a empresa não adote estratégias eficientes de gestão, ela pode apresentar diversos problemas, tais como descontrole financeiro, dificuldade de atrair e reter clientes e alta rotatividade de funcionários

Os prejuízos causados por falta de ou má gestão dos negócios são tão graves que podem levar a empresa a fechar as portas. 

De acordo com um estudo realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a má gestão empresarial é considerada a segunda principal causa da falência das empresas no Brasil. 

Diante disso, uma boa gestão empresarial é considerada essencial para aumentar a taxa de sobrevivência da empresa, e também para que ela se consolide no mercado.

Qual a função do gestor empresarial?

O gestor empresarial é o profissional responsável por administrar, planejar e coordenar todas as atividades relacionadas ao funcionamento e ao sucesso do negócio. 

Por esse motivo, ele ocupa um cargo de liderança e age como um facilitador do trabalho das equipes, sendo responsável por delegar tarefas, auxiliar colaboradores e organizar cronogramas de execução. 

Além disso, ele auxilia na comunicação entre os times e facilita o alinhamento do trabalho entre diferentes setores. 

Para desempenhar tantas funções, além do conhecimento em gestão de negócios, um bom gestor deve apresentar visão estratégica, inteligência emocional, entre outras soft skills determinantes para o gerenciamento de processos, recursos e pessoas. 

Com isso, fica fácil perceber que o gestor empresarial desempenha uma função complexa e abrangente, que exige um profundo conhecimento sobre o funcionamento do negócio e do nicho de mercado no qual a empresa atua.  

Por esse motivo, nem sempre o dono do negócio é o melhor gestor para a organização, já que muitas vezes ele não tem formação nem experiência para lidar com essa complexidade. 

Em função disso, muitas empresas contratam profissionais capacitados para exercer o cargo de gestão e administrar o negócio com mais eficiência, melhorando os resultados da organização.

Principais tipos de gestão empresarial

Conhecer os tipos de gestão empresarial é fundamental para definir qual modelo será usado no seu negócio. 

O ideal é que essa escolha seja baseada no alinhamento entre as características da sua empresa e do modelo de gestão. 

Por isso, além de conhecer o próprio negócio, você precisa entender as diferenças entre os tipos de gestão, que serão apresentados abaixo:

Centralizadora

Na gestão centralizadora, apenas um profissional ou uma equipe são responsáveis pela tomada de decisões, pela administração e pelo gerenciamento de processos da empresa, seja como um todo ou em um setor específico. Por isso, esse modelo é mais indicado para pequenos negócios, que contam com menos funcionários, de modo que a gestão seja facilitada. 

Democrática

A gestão democrática exige o envolvimento e o feedback dos colaboradores durante as tomadas de decisão da empresa. 

Mesmo que exija mais habilidades de liderança, esse modelo de gestão incentiva o engajamento das equipes, fazendo com que os funcionários se sintam mais valorizados. 

Foco em resultados

Nesse caso, a gestão é orientada para resultados. Por isso, o gestor se preocupa mais em atingir e superar metas, sendo que nem sempre há preocupação com as etapas necessárias para isso. 

Na prática, esse modelo de gestão garante mais liberdade de atuação dos produtores, mas também exige mais organização e documentação dos processos para evitar problemas.

Foco em processos

A gestão focada em processos usa estratégias que visam o aperfeiçoamento dos processos organizacionais de modo contínuo. 

Nesse caso, é essencial ter uma visão sistêmica da empresa, para eliminar burocracias, melhorar o desempenho dos procedimentos e integrar processos e colaboradores.

Cadeia de valor

Esse tipo de gestão tem como objetivo mostrar ao cliente que os produtos e serviços oferecidos pela empresa são valiosos, não só pela qualidade do que é oferecido, mas também pelo processo de fabricação e produção. 

Por isso, nesse formato, todas as etapas da cadeia produtiva são pensadas para agregar valor ao serviço ou produto. 

Ciclo de inovação

O ciclo de inovação é um modelo de gestão baseado na busca constante por novas tecnologias, processos e soluções para melhorar os processos internos e os produtos e serviços oferecidos ao consumidor. 

Por isso, esse tipo de gestão empresarial incentiva mudanças nas etapas de criação, execução e capitalização, ajudando a manter a empresa atualizada e mais competitiva.

Ciclo de Deming

O Ciclo de Deming, também chamado de Ciclo PDCA, foi desenvolvido pelo professor americano William Edwards Deming. 

Seu objetivo é ajudar empresas a melhorarem, de forma contínua e sistemática, seus processos internos. Para isso, essa metodologia é baseada em quatro pilares: planejamento, execução, verificação e ajuste. 

Esse método permite a padronização de ações, o controle mais eficiente de processos, a correção de erros e o aperfeiçoamento das atividades. Assim, fica muito mais fácil tomar decisões com mais segurança e precisão.

Passo a passo para aplicar a gestão empresarial

Um homem apontando para um gráfico em uma lousa para uma mulher

Quer obter os benefícios de uma boa gestão empresarial, mas não sabe por onde começar? Então, siga os 5 passos abaixo:

1 – Faça o mapeamento de negócio

O primeiro passo para fazer uma boa gestão empresarial é mapear seu negócio. Isso significa que você deve fazer um levantamento do fluxo de trabalho e da cadeia produtiva da empresa, incluindo fornecedores, recursos humanos e materiais. 

Além disso, é essencial conhecer os concorrentes, avaliar o impacto das ações internas, entre outros fatores que influenciam no faturamento e na rentabilidade do seu negócio.

2 – Realize avaliações internas e externas

Investir em avaliações internas e externas de um negócio permite que um gestor entenda o tamanho, a influência e a complexidade da empresa. 

A partir das análises internas, a organização consegue mensurar processos, avaliar o clima organizacional, mensurar o desempenho de colaboradores e setores, entre outros parâmetros. 

Já as análises externas exigem o estudo das tendências do mercado, do comportamento dos consumidores e da posição da empresa em relação aos concorrentes. 

Com todos esses dados em mãos, o gestor tem acesso a uma visão mais detalhada e precisa de todos os aspectos do negócio, facilitando a tomada de decisões.

3 – Escolha os indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho, também chamados de KPIs (Key Performance Indicators), são ferramentas essenciais para medir parâmetros como produtividade, qualidade e eficiência da empresa.  

Dessa forma, os indicadores ajudam a monitorar o desempenho de projetos e colaboradores, a definir estratégias de desenvolvimento e a corrigir falhas. 

Como existem diferentes tipos de KPIs, como ROI (retorno de investimento) e faturamento, o gestor deve priorizar os indicadores alinhados com os objetivos e a estrutura do negócio. 

Assim, é possível obter dados realmente úteis para avaliar e monitorar o desempenho da empresa.

4 – Trabalhe com uma comunicação transparente

Manter uma comunicação objetiva e precisa é fundamental para qualquer modelo de gestão. Afinal, essa soft skill facilita a gestão de conflitos, evita atritos e ajuda a alinhar projetos e expectativas entre os setores ou os colaboradores. 

Por isso, uma boa gestão precisa investir no diálogo com funcionários e líderes, oferecer e pedir feedbacks, corrigir condutas e criar oportunidades para fazer o alinhamento de projetos. 

Dessa forma, as relações tornam-se mais transparentes, e é possível otimizar o fluxo de trabalho.

5 – Utilize a tecnologia a seu favor

O avanço da tecnologia e a digitalização dos negócios permitiu o surgimento de ferramentas que facilitam o trabalho em diversas áreas das organizações. 

É o caso dos chamados sistemas de gestão empresarial. Esse tipo de plataforma reúne funções que permitem a otimização de processos, a centralização de informações, a execução de diversas atividades e o controle e ajuste facilitado de várias ações.Além disso, é possível escolher sistemas úteis para facilitar o trabalho de diferentes setores, como softwares de gestão de Recursos Humanos (RH),controle de ponto, gestão financeira e projetos.

banner como funciona o software de ponto mais completo

Principais metodologias para uma boa gestão empresarial

Como existem vários métodos de gestão empresarial, é importante conhecer suas principais características antes de definir uma estratégia para a sua empresa.

Por isso, conheça abaixo as principais metodologias de gestão empresarial:

5W2H

A metodologia 5W2H é usada para auxiliar no planejamento e na elaboração de um checklist para orientar e acompanhar todas as tarefas da gestão empresarial. O nome dessa metodologia faz referência às perguntas (em inglês) realizadas nesse processo:

  • What: o que será feito?
  • Why: por que a atividade deve ser feita?
  • Where: onde será feito?
  • When: quando a atividade será realizada?
  • Who: quem vai executar a tarefa?
  • How: como será feita?
  • How Much: qual é o custo de execução?

Ao responder a essas perguntas, o gestor reúne informações essenciais para criar um planejamento estratégico e acompanhar a evolução dos projetos. 

Além disso, como o processo é feito com mais precisão, é possível reduzir os riscos associados a cada atividade, além de identificar e solucionar problemas e oportunidades de negócio.

Análise SWOT

A análise SWOT é outra metodologia famosa utilizada para criar um planejamento estratégico e facilitar o gerenciamento da empresa, incluindo seus colaboradores. 

Esse método surgiu nos anos 1960, a partir de um estudo com diversas empresas dos Estados Unidos. Com base nessa análise, a metodologia foi criada e composta por quatro pilares:

  • Strength (força): identificar pontos fortes da organização e utilizar esses dados para direcionar o negócio em direção a melhores resultados;
  • Weaknesses (fraquezas): identificar os pontos fracos da gestão e utilizar essas informações para ajudar a empresa a corrigir falhas e evitar prejuízos;
  • Opportunities (oportunidades): avaliar as características do negócio e a apontar oportunidades para o crescimento da empresa; 
  • Threats (ameaças): antecipar e avaliar problemas que ameaçam o funcionamento e rendimento do negócio, propondo soluções para superá-los.

Veja que a sigla SWOT faz referência a esses quatro pilares e à abordagem sistêmica e robusta dessa metodologia, que pode ser útil até mesmo para o trabalho do RH.

Nine Box

A metodologia Nine Box surgiu nos anos 1970, originalmente com o objetivo de orientar os investimentos na bolsa de valores. 

Como esse é um método com grande apelo visual e fácil de entender, ele começou a ser utilizado pelo mundo corporativo para diversas finalidades. 

Como o próprio nome indica, seu funcionamento é baseado na utilização de nove caixas distintas, usadas para o desempenho e o potencial da empresa. Essas caixas são organizadas em um gráfico com eixos x (desempenho) e y (potencial). 

Assim, a intersecção de dados permite que o gestor faça uma análise mais precisa da performance do negócio, auxiliando na criação do planejamento da organização.

O método também pode ser usado na gestão de talentos da empresa, já que destaca as habilidades dos funcionários e contribui para a avaliação de desempenho dos colaboradores.

OKR’s

A metodologia OKR foi desenvolvida para facilitar a definição de metas claras, diretas, inspiradoras e que geram engajamento na organização. 

Para isso, o método utiliza um sistema que não só ajuda a criar um planejamento estratégico para a empresa, mas também permite o alinhamento das metas com os planos dos colaboradores. 

Integrando as duas partes — empresa e equipe — fica mais fácil direcionar e agilizar processos, incentivar a comunicação interna e melhorar a produtividade.

Como resultado, é possível melhorar o clima organizacional, reduzir a insatisfação dos colaboradores e até aumentar a satisfação dos clientes.

Ferramentas digitais para melhorar a gestão empresarial

A transformação digital tem mudado o funcionamento das empresas e incentivado o uso de diferentes ferramentas digitais, incluindo serviços que facilitam a gestão do negócio. 

Essas ferramentas são fundamentais para modernizar a empresa, reduzir o custo dos processos e economizar tempo e recursos. 

Conheça alguns desses serviços abaixo:

Serviços para gerenciamento de projetos

As ferramentas de gestão de projetos ajudam a tornar o planejamento mais prático, melhorar o controle de tarefas, facilitar a comunicação e monitorar o andamento das atividades. 

Graças a esses e outros benefícios, esse tipo de ferramenta digital tem se tornado cada vez mais popular no mundo corporativo. 

Por isso, hoje é possível encontrar várias alternativas de ferramentas, como Trello,  Asana, Monday, entre outros serviços.

Serviços para bate-papo online

Como manter uma boa comunicação interna também é imprescindível para o sucesso empresarial, muitas empresas utilizam tecnologias para facilitar o contato entre equipes e colaboradoras. 

Entre essas tecnologias, os serviços de bate-papo ou chat online fazem sucesso. É o caso do WhatsApp, Telegram, Google Meet, entre outros. 

Porém, é necessário estabelecer regras de uso dessas plataformas,  para não sobrecarregar os colaboradores fora do horário de trabalho e evitar passivos trabalhistas.

Serviços para armazenamento em nuvem

O grande volume de informações, documentos e processos que precisam ser armazenados pelas empresas exigem organização, facilidade de acesso e muito espaço disponível. 

Em função disso, o ideal é investir em serviços para armazenamento em nuvem, como Google Drive, Dropbox, Amazon Drive, entre outros. 

Além de serem possuírem fácil acesso e gestão, esses serviços reduzem custos, facilitam a busca por dados importantes e contribuem para a otimização do trabalho do gestor.

Serviços para controle de jornada

Tablet apresentando a tela de gestão do PontoTel

Fazer o controle de jornada de trabalho é uma das responsabilidades do RH e um dos principais desafios enfrentados pelas empresas quando o assunto é gestão de pessoas. 

Caso feito da forma incorreta, além de tornar a empresa suscetível a passivos trabalhistas, falhas no controle ainda comprometem o cálculo da folha de pagamento e análise de desempenho dos funcionários. 

Para evitar esses e outros problemas, o ideal é investir em sistemas de controle de jornada que permitam o registro e o tratamento do ponto dos colaboradores, por meio de uma plataforma digital e fácil de usar.

Conheça a PontoTel: melhor controle de jornada para sua gestão empresarial!

Com recursos avançados alinhados às tendências e inovações do mercado, a plataforma de controle e gestão de ponto da PontoTel é a melhor opção para facilitar a gestão do seu negócio.

Além de permitir o registro de ponto em múltiplas plataformas e contar com vários dispositivos de segurança, o sistema da PontoTel produz relatórios detalhados, calcula benefícios e permite o fechamento da folha de pagamento com mais agilidade. 

Além disso, ele ainda oferece um painel de acompanhamento inteligente, que permite o monitoramento da jornada de trabalho em tempo real

Graças a essas e outras vantagens, a PontoTel se consolidou como um dos sistemas de gestão de ponto mais completos do mercado!

Quer saber mais sobre esse sistema?

Agende uma demonstração através do banner abaixo e descubra como o sistema de gestão da PontoTel pode te ajudar!

Conclusão

Investir na gestão empresarial é algo decisivo para aumentar a taxa de sobrevivência da sua empresa e consolidar sua marca no mercado. 

Para isso, além de contar com um bom gestor e adotar metodologias de gestão compatíveis com seu negócio, é importante investir em ferramentas digitais que facilitem esse processo. 

Como você viu ao longo do texto, já existem serviços de gestão de processos, controle de jornada, entre outros, que facilitam o trabalho do gestor e ainda ajudam a empresa a otimizar processos e melhorar resultados.

Por isso, se sua empresa ainda não investe ou enfrenta dificuldades na gestão, a tecnologia pode te ajudar.Gostou do conteúdo? Confira outros artigos sobre gestão de negócios no Blog da PontoTel!

banner automatize o calculo de horas extras
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima