Entenda como desenvolver habilidades sociais, quais são as principais e a importância delas no trabalho!

Cinco pessoas em um café conversando

Ser assertivo, saber se comunicar e agir com respeito e gentileza dentro de um ambiente corporativo são habilidades sociais essenciais para profissionais que querem avançar na carreira e contribuir para um clima saudável e produtivo.

Tais habilidades têm sido cada vez mais valorizadas por empresas que as levam em consideração na hora de contratar e formar suas equipes de alta performance.

Por isso, este artigo explicará tudo sobre habilidades sociais: conceito, quais são as principais delas, a importância que elas possuem e muito mais, estando organizado de acordo com os tópicos abaixo:

Boa leitura!

O que são habilidades sociais?

Habilidades sociais são as competências que um ser humano tem ao interagir de maneira produtiva e saudável com aqueles que estão à sua volta. Também conhecidas como soft skills, tais aptidões se tornam cada vez mais importantes nos ambientes sociais, principalmente em relações de trabalho e corporativas.

Pessoas habilidosas socialmente, articuladas, que têm boa comunicação, empatia e agem positivamente costumam manter relações e vínculos mais frutíferos. No trabalho não é diferente: elas saem na frente e são mais propensas a conquistarem o sucesso.

Quais as principais habilidades sociais?

Três pessoas sorrindo sentadas em uma mesa

Há uma vasta gama de habilidades sociais importantes que têm sido cada vez mais buscadas nos novos colaboradores na hora do recrutamento. Todas essas características fazem parte da complexidade do ser humano, que reúne em si pontos positivos e aqueles que ainda precisam ser desenvolvidos.

Ao longo do texto, serão elencadas as habilidades sociais que estão mais em alta no momento e que possibilitam que, por meio delas, relacionamentos e interações saudáveis sejam criados nos mais diferentes ambientes.

Civilidade

A civilidade é a capacidade de respeitar regras implícitas e explícitas na sociedade com a finalidade manter um convívio agradável entre as pessoas. São exemplos de civilidade as boas maneiras, o respeito, a cordialidade, a polidez ao falar, a tolerância, gentilezas e cortesias.

Eles garantem um ambiente digno e de relacionamentos interpessoais de respeito, e também proporcionam uma relação de trabalho entre os envolvidos mais positiva e, com isso, bem mais produtiva.

Assertividade

Assertividade é a habilidade de se posicionar de maneira firme e positiva, sem abrir espaço para mal-entendidos e conflitos.

Uma pessoa assertiva tem tranquilidade e clareza ao expor suas ideias, é autoconfiante e não tem medo de colocar a sua opinião sem ficar “em cima do muro”, fazendo com que os interlocutores a compreendam rapidamente.

Comunicação

A comunicação é essencial para o bom andamento nas relações interpessoais. É a capacidade de transmitir sua ideia de uma forma que o outro possa entender, com clareza, objetividade e, como já mencionado, com assertividade.

Engana-se quem pensa que “se comunicar bem” é o mesmo que “falar bem”. O processo de comunicação eficiente envolve também a escuta, que tem que ser feita atentamente, ativamente e com interesse.

Portanto, assim como “falar bem”, “escutar bem” também é primordial para que se estabeleça uma conversa boa e produtiva. O conceito de Comunicação Não Violenta (CNV) têm ajudado diversos profissionais a se comunicarem melhor e mais respeitosamente.

Empatia

No dicionário Michaelis, a definição de empatia é a “habilidade de imaginar-se no lugar de outra pessoa”. Muito mais que isso, a empatia é a habilidade de ler e compreender um ponto de vista que não é o seu.

Em um ambiente corporativo, a empatia é uma das habilidades sociais essenciais para a boa convivência. Afinal, dentro de uma empresa, há várias áreas diferentes, com suas visões sobre negócio e atuações distintas, que devem ser combinadas para que haja um resultado único e que beneficie a todos.

Trabalho e desenvoltura

Foco e performance são duas palavras de ordem dentro de uma empresa, já que, se combinadas, elas levam profissionais a terem boa desenvoltura e excelentes resultados em seus trabalhos.

Por isso, é essencial que todos os profissionais potencializem estas duas habilidades, pois elas possibilitam o trabalho em equipe e bom desenvolvimento pessoal e coletivo. Um profissional “desenvolto” tem o “jogo de cintura” necessário para superar desafios e enfrentar diferentes situações.

Positividade

Uma atitude positiva é capaz de engajar pessoas e equipes inteiras. Acreditar que algo pode dar certo é um passo enorme para a ação. Por isso, a positividade é uma das habilidades sociais bastante valorizadas no mercado.

Importante lembrar de uma coisa sempre: ser positivo não significa viver em um mundo de fantasia em que não há dificuldades ou desafios. O profissional verdadeiramente positivo tem uma leitura real do contexto, mas ainda assim age para “fazer acontecer”.

Por que essas habilidades são importantes para o ambiente corporativo?

As habilidades sociais, ou “soft skills”, são essenciais para um bom clima organizacional e para a manutenção de um ambiente respeitoso, que possibilite que todos os colaboradores atinjam seus potenciais profissionais e, consequentemente, aumentem a produtividade.

Elas são importantes em todas as posições dentro de uma empresa e possibilitam a boa interação entre aqueles que compõem o negócio. Por meio das habilidades sociais, as pessoas conseguem se posicionar no mundo de forma coerente e respeitosa, sem causar desavenças com os demais envolvidos.

Como desenvolver habilidades sociais?

As habilidades sociais podem ser conquistadas e treinadas ao longo de uma vida. É o repertório de situações pelas quais um indivíduo passou, em combinação com a sua personalidade, que o ajudou a defini-las.

Porém, é possível treiná-las a fim de aperfeiçoar cada uma delas. Workshops, mentorias, cursos online e exposição a diferentes situações e contextos podem contribuir para que tais habilidades sejam desenvolvidas.

Como o RH pode ajudar o colaborador a desenvolver habilidades sociais?

O RH pode incentivar e proporcionar situações que sejam capazes de desenvolver as habilidades sociais entre os colaboradores por meio de ações efetivas em linha com os pilares de uma empresa.

Cursos, palestras, workshops, intercâmbios, programas de mentoria entre profissionais experientes e mais juniores e outras ações que possibilitem um bom relacionamento interpessoal são bastante válidas.

Além disso, cabe ao departamento de RH fomentar uma cultura people centric de valorização às habilidades sociais, que incentive e valorize àqueles que já possuam tais “soft skills” ou que estejam em desenvolvimento.

Treino de Habilidades Sociais

O THS, ou o Treino de Habilidades Sociais, é outra ação muito importante quando se fala no assunto. Por meio dele, colaboradores conseguem suprir seus déficits e estabelecer comportamentos sociais competentes.

Ele consiste em preparar os profissionais e expô-los, de forma  controlada, a situações diversas, com a finalidade de orientar e despertar nestes as habilidades necessárias para lidar da melhor forma com os desafios.

O Treino de Habilidades Sociais é uma ferramenta que surgiu no contexto da terapia comportamental, e é bastante utilizado em departamentos de Recursos Humanos para lapidar e fortalecer comportamentos importantes no contexto empresarial.

Habilidade social: vantagens para empresas e profissionais

Proporcionar a aprendizagem constante e o treino de habilidades sociais é vantajoso para empresas e profissionais, que constroem juntos um ambiente em que haja mais diálogo, respeito e interlocução entre todos.

Para as empresas, profissionais mais habilidosos socialmente são vantajosos pois se tornam capazes de elevar o nível das relações dentro delas, tornando-as mais assertivas, respeitosas, menos passíveis de erros e, sobretudo, mais produtivas.

Já para os profissionais, ter suas habilidades sociais bem treinadas é essencial para atingir resultados mais expressivos, ter maior capacidade de liderar e de se adaptar, mais destaque dentro da organização e maior equilíbrio psíquico em meio a situações desafiadoras comuns em ambientes corporativos.

Conclusão

Neste artigo, o conceito de habilidades sociais ou “soft skills” foi bastante explorado. O que elas significam, quais são as principais habilidades valorizadas no mercado, sua importância e o que é necessário para desenvolvê-las.

O artigo também abordou como as habilidades sociais são importantes para manter um bom clima organizacional, que reflete em um bom andamento do negócio. Profissionais mais gentis, empáticos e assertivos costumam ter melhores performances e apresentam melhores resultados.

O THS, ou Treino de Habilidades Sociais, também foi mencionado, como uma forma importante de proporcionar o desenvolvimento das habilidades sociais aos colaboradores de uma empresa.

Gostou deste tipo de assunto? Acesse o blog da PontoTel e confira a variedade de materiais que há por lá sobre recursos humanos e gestão empresarial.

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima