Intraempreendedorismo: entenda o que é, quais são suas vantagens e como aplicar na sua empresa

Uma mulher observando anotações em uma lousa

O intraempreendedorismo está em alta por ser uma ótima estratégia para que as empresas consigam se adaptar às rápidas mudanças do mercado. 

Afinal, essa prática estimula a criação de soluções inovadoras e criativas, aumentando o aproveitamento dos funcionários e melhorando os resultados da organização. 

Porém, apesar desse termo ser mais popular, muita gente ainda não sabe o que é intraempreendedorismo nem como aplicá-lo no seu próprio negócio. 

Por isso, neste artigo você vai encontrar as respostas para todas as perguntas abaixo:

Boa leitura!

O que é intraempreendedorismo?

O intraempreendedorismo se refere à capacidade de encontrar oportunidades e soluções inovadoras dentro dos limites da empresa. 

Embora o intraempreendedorismo já esteja bem difundido, é importante lembrar que sua criação não é recente. Seu conceito foi criado em 1978 como uma abreviatura da expressão em inglês de intracorporate entrepreneuring ou empreendedorismo intracorporativo. 

Na época, as organizações ainda usavam uma estrutura muito engessada, que não oferecia autonomia e liberdade para que os funcionários adotassem essa postura empreendedora. 

Hoje, mais de 40 anos depois da criação desse conceito, as companhias alinhadas ao processo de inovação e crescimento já entenderam que precisam incentivar o intraempreendedorismo para aproveitar as vantagens geradas por esse sistema.

Para isso, as empresas devem estimular o colaborador a adotar aquela postura de “trabalhar com senso de dono”, tornar-se um profissional proativo e não depender apenas das orientações de gestores para fazer o seu trabalho. 

Além disso, por ter uma visão empreendedora, o intraempreendedor busca soluções inovadoras, identifica pontos que exigem melhorias e assume responsabilidades que o colocam em um local de protagonismo. 

Dessa forma, além de beneficiar a própria carreira, o profissional contribui para o desenvolvimento da empresa e ajuda a acelerar os resultados da organização.

Vantagens do intraempreendedorismo

O intraempreendedorismo está em alta por proporcionar diversas vantagens tanto para a empresa quanto para os próprios profissionais. 

Conheça algumas delas abaixo:

Incentiva a criatividade

A empresa que incentiva seus colaboradores a adotarem uma postura intraempreendedora cria um ambiente de estímulo à criatividade, liberdade e inovação. 

Em função disso, os funcionários se sentem mais confortáveis para buscar soluções e propor ideias inovadoras para resolver problemas e automatizar processos

Como resultado, a empresa é beneficiada com o trabalho desses profissionais que desenvolvem esse olhar criativo e ajudam a guiar a organização rumo à inovação. 

Reduz turnover

Um ambiente de trabalho que estimula a criatividade e a autonomia de seus colaboradores se torna mais atraente e estimulante para profissionais de todas as áreas e idades, especialmente para os funcionários mais jovens. 

Além da liberdade criativa, esses profissionais encontram no ambiente intraempreendedor a possibilidade de crescerem na carreira e ocuparem posições de destaque. 

Nesse contexto, a empresa não só consegue aumentar sua taxa de retenção de talentos, mas também estimular o engajamento e a fidelização dos profissionais. 

Como consequência, a organização reduz o turnover e forma equipes bem estruturadas e capacitadas para desempenhar suas funções.

Fomenta a inovação

A empresa que adota uma gestão de inovação, característica considerada um dos pilares do intraempreendedorismo, cria o ambiente ideal para que seus colaboradores consigam propor soluções e ideias fora da caixa. 

Como resultado, a organização incentiva o desenvolvimento de novos produtos, serviços e estratégias, que podem ajudar a empresa a aumentar seus lucros e se tornar mais competitiva no mercado. 

Melhora skills de colaboradores

Ao adotar uma cultura organizacional favorável ao intraempreendedorismo, a empresa também estimula o setor de Recursos Humanos (RH) a desenvolver estratégias para incentivar seus funcionários a adotarem uma postura intraempreendedora. 

Como resultado, os colaboradores são motivados a desenvolver as hard e soft skills necessárias para aumentar sua produtividade e apresentar soluções inovadoras para a empresa.

Como aplicar o intraempreendedorismo dentro da sua empresa?

Para aproveitar os benefícios do intraempreendedorismo, a empresa precisa mudar algumas práticas e despertar os talentos da organização. Isso pode ser feito a partir da implementação de diversas estratégias, tais como:

Promova a inovação aberta

Para criar um ambiente favorável à inovação aberta e à criatividade, a empresa precisa alinhar a sua cultura com os valores do intraempreendedorismo. Assim, ela incentiva o pensamento coletivo e a criação de um ambiente de trabalho que estimule a busca por ideais e soluções inovadoras. 

Para incentivar esse comportamento, o RH pode organizar desafios de inovação aberta, brainstorms, entre outras estratégias que motivem a reflexão e a busca por inovação.

Capacite seus funcionários

A capacitação profissional é essencial para que os funcionários consigam adotar uma postura criativa e inovadora dentro da empresa. Afinal, é impossível propor soluções disruptivas sem acompanhar as tendências do mercado. 

Por esse motivo, é essencial que o RH promova cursos e treinamentos para os profissionais que têm o perfil ou interesse em se tornarem intraempreendedores. 

Além disso, a empresa também pode promover reuniões e eventos que permitem troca de experiência e conhecimento de profissionais que são referências dentro da empresa ou no seu nicho de atuação. 

Dessa forma, os colaboradores são motivados a se tornarem intraempreendedores, e ainda obtêm insights para propor soluções inovadoras à empresa.

Propicie um ambiente para criatividade

Caso a empresa aceite ideias e soluções propostas por gestores e profissionais que ocupam cargos altos, então é necessário mudar a cultura da organização. 

Essa mudança deve criar um clima organizacional propício à inovação e a criatividade, na qual ideias e soluções inovadoras propostas pelos colaboradores são bem recebidas e consideradas durante as tomadas de decisão. 

Para criar esse ambiente criativo, além dos cursos e estratégias mencionados anteriormente, a empresa pode desenvolver projetos que exijam a criação de soluções e reuniões para que os funcionários apresentem suas propostas, por exemplo.

Crie lideranças motivadoras

A aplicação do intraempreendedorismo também exige uma liderança alinhada aos valores dessa prática. 

Para isso, os líderes devem promover a autonomia dos colaboradores, incentivar o desenvolvimento dos pontos fortes de cada profissional e ajudar a empresa a atingir seus objetivos. 

Essas habilidades exigem lideranças capacitadas e atualizadas, que consigam fazer não só a gestão de processos, mas também a gestão de pessoas de forma eficiente. 

Se a empresa ainda não tem esse tipo de líder no seu quadro de funcionários, ela pode promover treinamentos para que seus líderes desenvolvam essas características e se tornem mais flexíveis. 

Além disso, caso a organização decida contratar novos líderes, ela precisa criar um processo seletivo que busque essas características nos candidatos.

Faça gestão colaborativa

A gestão colaborativa é o melhor modelo de administração de negócios para implementar o intraempreendedorismo. 

Afinal, esse é um modelo de gestão descentralizado, que substitui uma hierarquia rígida e verticalizada por uma organização horizontal. 

Isso significa que a gestão colaborativa permite que os funcionários sejam mais influentes nas tomadas de decisão da empresa, já que eles podem compartilhar suas opiniões e propor soluções durante os processos decisórios. 

Dessa forma, a empresa que adota a gestão colaborativa incentiva a participação dos seus funcionários, estimula a busca por inovação, aumenta o engajamento e ainda cria um ambiente de trabalho mais saudável e acolhedor. 

Como resultado, a gestão colaborativa estimula o intraempreendedorismo e ainda permite a criação de estratégias mais eficientes para o crescimento da empresa.

Exemplos de intraempreendedorismo que você talvez conheça

Aplicar o intraempreendedorismo é essencial para que as empresas consigam se destacar no mercado e lançar produtos e serviços que melhorem os resultados da empresa, além de prevalecer sua imagem corporativa.

Para provar essa afirmação, basta conhecer alguns exemplos de empresas famosas que utilizam essa prática e que já conseguiram excelentes resultados. 

Confira abaixo:

3M

A 3M é uma das raras empresas que adotam uma cultura organizacional de estímulo à inovação e criatividade quando essa prática ainda não era comum. 

Graças a essa visão de negócio, o Dr. Spencer Silver, um dos cientistas da empresa, começou a desenvolver, ainda na década de 1970, um adesivo forte para ser usado na indústria aeroespacial. 

Porém, ele acidentalmente criou um adesivo muito leve e fino que não deixava marcas quando era retirado da superfície. 

Esse “erro” foi aproveitado pela empresa, que estimulou seus funcionários a encontrarem outras aplicações para o adesivo que não deu certo. 

Foi assim que Art Fry, outro cientista da 3M, decidiu testar a descoberta como marcador de páginas e porta-recado. 

Graças a essa iniciativa, ele criou o famoso Post-it, um dos itens de papelaria mais utilizados do mundo tanto por profissionais quanto por estudantes. 

Essas e outras criações da 3M só foram possíveis em função desse estímulo à inovação e ao intraempreendedorismo, que a empresa ainda continua estimulando.

Facebook

O crescimento exponencial do Facebook também é resultado das iniciativas que estimulam o intraempreendedorismo de seus times. 

A realização frequente de hackathons, por exemplo, já proporcionou diversas melhorias na rede social, como a criação do famoso botão “curtir”. 

Google

O Google não só estimula o intraempreendedorismo, mas também incentiva o desenvolvimento pessoal de seus funcionários. 

Para isso, a gigante da tecnologia utiliza diferentes políticas institucionais, como aquela que permite 20% de tempo livre para seus colaboradores. 

Assim, eles podem dedicar 80% do seu tempo à empresa e os outros 20% a projetos pessoais, estimulando a criatividade, o engajamento e a produtividade dos funcionários. Além disso, a medida também aumenta a retenção de talentos e reduz o turnover. 

Graças a iniciativas como essa, o Google, famoso por ser a ferramenta de busca da internet, conseguiu consolidar produtos como o Gmail. 

Essa plataforma de e-mail foi a primeira a oferecer 1 GB de armazenamento ao usuário e a oferecer os mecanismos de buscas do Google para facilitar a busca por mensagens. 

Em função desses e de outros recursos desenvolvidos pelo time do Google, hoje o Gmail é uma das plataformas de e-mail mais utilizadas no mundo.

Conclusão

O intraempreendedorismo pode ser aquele detalhe que falta para que sua empresa consiga criar soluções inovadoras e se destacar no mercado. 

Embora a aplicação dessa prática exija algumas mudanças, já existem vários exemplos de sucesso de empresas famosas que criaram essa cultura de inovação e obtiveram resultados positivos. 

Então, por que não tentar? Use as dicas deste artigo e aproveite as vantagens que o intraempreendedorismo pode proporcionar ao seu negócio.

Gostou do conteúdo? Confira outros artigos sobre gestão de empresas no Blog da PontoTel!

software controle de ponto reduz processos operacionais
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima