Conheça os principais tipos de remuneração e saiba como escolher o ideal para sua empresa

imagem de uma pessoa entregando notas de cem reais para outra pessoa

A busca pelo engajamento e motivação dos colaboradores é um item comum e recorrente no mercado. Afinal, quem possui uma equipe produtiva obtém bons resultados. O que muita gente não sabe é que os tipos de remuneração podem ser um grande apoio neste desafio. 

A remuneração é conhecida como o valor total que o colaborador recebe por seu trabalho. Ela contempla não só o salário, mas também uma série de acréscimos que podem ser um fator decisivo para motivar os colaboradores. 

No mercado, existem diversos tipos de remuneração, desde aquelas mais comuns, como a remuneração funcional, que leva em conta o cargo do colaborador, a outras que se aliam a um pacote de benefícios, como plano de saúde, vale-transporte, refeição e outros. 

Porém, a palavra remuneração ainda é muito confundida com salário e muitas empresas nem sequer sabem dos tipos de remuneração que podem adotar na sua rotina para elevar a satisfação dos colaboradores em relação ao que a empresa oferece. 

Este artigo vai tratar sobre quais os tipos de remuneração existentes, mas também tirar dúvidas em relação a este tema. Neste conteúdo você saberá:  

Tenha uma ótima leitura! 

software controle de ponto reduz processos operacionais

O que é remuneração?

imagem de uma carteira em cima de notas de dinheiro

Remuneração é a soma, a totalidade dos valores que o colaborador tem direito a receber pelo período em que executou suas tarefas. No mercado, existe uma variação nos tipos de remuneração e cada empresa escolhe aquela que mais se adequa ao seu perfil. 

Seja ela adequada a valores que consideram a competência do colaborador, cargo do profissional ou até acréscimos oriundos de um plano de benefícios. Mais a frente este artigo citará 7 dos principais tipos de remuneração do mercado. 

De acordo com o dicionário Michaellis, a palavra remuneração tem o seguinte significado. 

Ato ou efeito de remunerar; Vencimentos pagos pelo empregador ao empregado, como cumprimento de obrigações por serviços prestados.

O que compõe a remuneração?

Por considerar a totalidade dos valores que o colaborador tem direito a receber, a remuneração é formada por uma série de verbas, que podem variar de acordo com a empresa. 

Entre os principais valores extras, que fazem parte dos tipo de remuneração, estão:

Artigo 457

O termo remuneração está previsto no artigo 457 da CLT, que destaca os direitos e obrigações da empresa neste pagamento. 

Além disso, em seus incisos, a lei detalha o que integra o salário e explica questões como os prêmios, que podem ser bens, serviços ou valor em dinheiro. Confira abaixo na íntegra o que diz este artigo. 

Art. 457 – Compreendem-se na remuneração do empregado, para todos os efeitos legais, além do salário devido e pago diretamente pelo empregador, como contraprestação do serviço, as gorjetas que receber. 

§ 1o  Integram o salário a importância fixa estipulada, as gratificações legais e as comissões pagas pelo empregador.  

§ 2o  As importâncias, ainda que habituais, pagas a título de ajuda de custo, auxílio-alimentação, vedado seu pagamento em dinheiro, diárias para viagem, prêmios e abonos não integram a remuneração do empregado, não se incorporam ao contrato de trabalho e não constituem base de incidência de qualquer encargo trabalhista e previdenciário. 

§ 3º  Considera-se gorjeta não só a importância espontaneamente dada pelo cliente ao empregado, como também o valor cobrado pela empresa, como serviço ou adicional, a qualquer título, e destinado à distribuição aos empregados.  

§ 4o  Consideram-se prêmios as liberalidades concedidas pelo empregador em forma de bens, serviços ou valor em dinheiro a empregado ou a grupo de empregados, em razão de desempenho superior ao ordinariamente esperado no exercício de suas atividades.  

Diferença remuneração e salário

Muitas vezes, a remuneração é confundida com salário, porém, remuneração e salário são coisas diferentes no contexto empresarial e também de acordo com a lei da CLT

Enquanto a remuneração considera todas as verbas que o colaborador tem a receber, com a soma de extras, o salário é o valor acordado em contrato, sem essas variáveis que compõem a remuneração. 

Assim como o artigo 457 descreve a remuneração, citado no tópico anterior, 458 é o responsável por dar detalhes sobre o que a lei considera como salário:

Art. 458 – Além do pagamento em dinheiro, compreende-se no salário, para todos os efeitos legais, a alimentação, habitação, vestuário ou outras prestações “in natura” que a empresa, por força do contrato ou do costume, fornecer habitualmente ao empregado. Em caso algum será permitido o pagamento com bebidas alcoólicas ou drogas nocivas.    

Tipos de remuneração

imagem de uma pessoa segurando moedas e colocando em um cofre de porco

Dentro do tema remuneração, é importante que a empresa conheça todos os tipos de remuneração que ela pode utilizar na sua rotina, para que assim, numa contratação, ela possa escolher o modelo que mais se adequa a sua realidade. 

Neste sentido, conheça abaixo 7 tipos de remuneração utilizados no mercado de trabalho.

Remuneração funcional

A remuneração funcional talvez seja o modelo mais comum para remunerar os colaboradores nas empresas. Neste tipo de remuneração, o profissional é remunerado conforme o seu cargo. 

Inclusive quem adota a remuneração funcional pode criar uma estratégia de plano de cargos e salários, para assim engajar os colaboradores e mostrar-lhes que existe a possibilidade de crescimento na empresa.

Por habilidades

A remuneração por habilidades leva em conta as competências e formações comprovadas pelo colaborador em determinado tema. 

Essa qualificação extra, neste tipo de remuneração, pode fazer com que um profissional ganhe mais do que outro, mesmo que ocupem o mesmo cargo na empresa. As habilidades podem ser originárias de cursos, especializações, MBA, pós-graduação e outros. 

Remuneração Variável

A remuneração variável é muito utilizada em equipes de vendas, já que funciona como um estímulo aos profissionais que atuam nessa área. 

Isso porque dentre os tipos de remuneração possíveis, essa é formada pelo salário fixo mais comissões ou bonificações, conforme as metas atingidas pelo colaborador e previamente definidas em contrato. 

Participação/Ações

A remuneração acionária é um dos tipos de remuneração mais utilizado em empresas do exterior. Neste modelo a empresa, de capital aberto, cede uma parte das ações dela aos funcionários. 

Enquanto a participação nos lucros deve seguir as regras previstas na Lei 10.101/2000.  

Art. 2o  A participação nos lucros ou resultados será objeto de negociação entre a empresa e seus empregados, mediante um dos procedimentos a seguir descritos, escolhidos pelas partes de comum acordo:

I – comissão paritária escolhida pelas partes, integrada, também, por um representante indicado pelo sindicato da respectiva categoria;            

II – convenção ou acordo coletivo.

Salário indireto 

O salário indireto está relacionado a benefícios que a empresa pode oferecer para somar ao salário fixo do colaborador. São partes dos tipos de remuneração, neste modelo, benefícios como: plano de saúde, vale-transporte, vale-refeição e alimentação e outros. 

Comissões e prêmio

É importante retomar o assunto das comissões para diferenciá-lo de prêmios. As comissões estão previstas e compõem a remuneração, já os prêmios podem ser dados em bem material.

Como, por exemplo, eletroeletrônicos e eletrodomésticos. Se o prêmio for dado em dinheiro é importante que a empresa sinalize no holerite, como forma de resguardo e garantia de que o pagamento foi feito. 

Outra diferença é que as comissões têm um caráter mais recorrente, já que estão atreladas a qualquer nova conquista, e as premiações são mais pontuais, atreladas a uma meta que foi pré-estabelecida. 

Remuneração por competências

Na remuneração por competências, a empresa remunera o colaborador de acordo com suas capacidades. Ou seja, se um cargo exige fluência em um idioma e um profissional tem e outro não, o colaborador que tem a competência recebe uma remuneração maior. 

Isto quer dizer que neste tipo de remuneração considera-se a competência e não o cargo em si para o cálculo de pagamento.

Remunerações alternativas

A remuneração alternativa é um tipo de benefício utilizado principalmente como forma de reconhecimento ao trabalho do colaborador. 

Ela pode ser feita por meio de “prêmios simples”, como ingressos para shows, cinema ou jantares. Muitas empresas, inclusive, adotam a estratégia de funcionário do mês neste tipo de remuneração. 

Como definir qual o melhor tipo de remuneração?

imagem de uma calculadora ao lado de um lápis e de notas de dinheiro

Como você viu acima, existem diversas formas de remuneração que a empresa pode utilizar para motivar e engajar seus colaboradores. 

Porém, a pergunta que fica é: qual o melhor tipo para minha empresa? Abaixo você confere algumas dicas para escolher a melhor opção. 

Observe o mercado

O que o mercado tem oferecido? Quais as opções disponíveis? Quais empresas têm alcançado bons resultados no seu ramo de atuação? 

Essas são questões importantes a se questionar para se ter uma visão ampla do mercado e poder se orientar pelo que está vigente e o que vem dando certo no quesito remuneração. Essa avaliação fará toda diferença para escolher corretamente o tipo de remuneração.

Conheça os tipos de remuneração

Além de observar o mercado e saber como seus concorrentes têm atuado, é importante ter um conhecimento mais aprofundado de todos os tipos de remuneração possível, para assim escolher a melhor opção. 

Portanto, antes mesmo de escolher uma remuneração, verifique os tipos de remuneração, prós e contras e opte por aquele que mais se adequa ao que sua empresa precisa. 

Entenda o que faz mais sentido para a empresa

Outro ponto importante para definir a melhor opção entre os tipos de remuneração é avaliar os modelos a fundo e entender qual deles se encaixa no perfil dos colaboradores e no orçamento da sua organização. 

De nada adianta escolher um tipo de remuneração que tenha a ver com o ramo de vendas, se a sua empresa é de marketing. Ou quem sabe escolher um tipo que esteja fora da realidade financeira da companhia. 

O melhor tipo é aquele que está dentro do que a sua empresa pode oferecer e que mais agrade o seus colaboradores. 

Alinhe a remuneração ao plano de cargos e salários

Uma boa opção para fazer uma escolha assertiva entre os tipos de remuneração é alinhá-la ao plano de cargos e salários da empresa. Esse tipo de ação pode sinalizar uma valorização da empresa quanto a evolução do colaborador dentro da organização.

Ou seja, esse tipo de alinhamento contribui para que a empresa abra portas para a ascensão do colaborador e consequentemente encontre maior facilidade para reter os talentos e atrair novos profissionais para a empresa. 

Considere os benefícios como um importante aliado da remuneração

De acordo com um estudo da Robert Half, 71% dos colaboradores afirmam que um bom pacote de remuneração é um fator decisivo para que eles aceitem uma vaga de emprego. 

Até por isso, considerar um bom plano de benefícios pode ser um fator importante para aliar a remuneração. Isso porque empresas que oferecem bons benefícios tendem a potencializar as suas chances de sucesso na busca por talentos no mercado

Conclusão 

Ao longo deste artigo, foi possível perceber o impacto que os tipos de remuneração podem ter na rotina dos colaboradores. Sendo inclusive um fator determinante para engajá-los e motivá-los. 

Além disso, este conteúdo sanou de uma vez por todas a dúvida que colocava o salário como sendo a mesma coisa que remuneração, e como você pôde ver não são. 

Outro item importante, e que foi abordado ao longo deste artigo, é sobre a importância de avaliar os tipos de remuneração e sempre escolher o que melhor se adequa às necessidades da empresa. 

Lembrando é claro, que é importante fazer uma avaliação prévia do mercado, do orçamento da empresa, perfil dos profissionais e colocar na balança os prós e contras de todos os tipos de remuneração

Afinal, uma boa remuneração pode ser decisiva no momento de reter ou atrair um talento para a empresa. Se você gostou deste artigo e quer ler mais conteúdos como esse, acesse o blog PontoTel

controle de jornada digital e gestao de pessoas
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima