Saiba quais os objetivos do treinamento comportamental, os 7 principais tipos, como elaborar e aplicar na empresa!

imagem de uma mulher em pé falando na frente de um grupo de pessoas sentado

Aperfeiçoamento constante, atualização com as melhores práticas do mercado, colaboradores engajados e bem preparados são os desejos de qualquer empresa. E você sabia que é possível conquistar tudo isso por meio de um bom treinamento comportamental?

Sim! Por meio dos treinamentos comportamentais, questões relacionadas à conduta e à performance de colaboradores podem ser resolvidas, discutidas e trabalhadas com muita eficácia, gerando os melhores resultados para a empresa.

Ao todo, no mercado, são 7 treinamentos comportamentais mais aplicados. No artigo abaixo, exploraremos um pouco mais do assunto nos seguintes tópicos:

Boa leitura!

banner frequência de funcionários

O que é um treinamento comportamental?

Os treinamentos comportamentais procuram promover a capacitação e a atualização de colaboradores com o objetivo de desenvolver suas competências e alinhar sua prática à da organização.

Eles são capazes de aprimorar as soft skills de colaboradores e criar equipes de alta performance ao promover o desenvolvimento comportamental, contribuindo de forma significativa à melhora do trabalho.

Qual é o objetivo deste treinamento?

Engajar, disseminar a cultura e fortalecer emocionalmente os colaboradores são alguns dos objetivos de um treinamento comportamental. Todos esses pontos, se bem trabalhados, trazem ganhos na produtividade em geral e contribuem para um ambiente saudável para se trabalhar.

As habilidades comportamentais desenvolvidas nestes treinamentos devem ser, sobretudo, muito úteis para lidar com todas as situações cotidianas de um ambiente corporativo como conflitos, manejo de equipe, implantação de novos projetos e negociações.

7 principais tipos de treinamentos comportamentais

imagem dos sete principais tipos de treinamentos comportamentais

Quando falamos em gestão de pessoas, há 7 tipos de treinamentos comportamentais que são mais usados para facilitar o desenvolvimento pessoal e profissional por parte do colaborador e que também contribuem para a formação de equipes mais eficientes.

São lições que contribuem para o desenvolvimento pessoal e que inserem colaboradores à cultura organizacional e aos objetivos pretendidos por ela. Abaixo, serão explicados um pouco mais sobre cada um deles:

Comunicação interpessoal

No meio corporativo, uma boa comunicação interpessoal é um ponto essencial para o  andamento das atividades. Afinal, há muitos problemas que poderiam ser resolvidos por meio de mensagens mais claras e efetivas entre times.

Por isso, um treinamento desta natureza se faz necessário em qualquer empresa e os resultados podem ser vistos tanto internamente, quanto no contato com fornecedores e outros parceiros da organização.

Assertividade, capacidade de identificar pontos de melhoria na própria comunicação, modulação de mensagens são algumas das habilidades a serem desenvolvidas neste tipo de treinamento.

Gestão e resolução de conflitos

Conflitos são inerentes ao ambiente de trabalho. Diferença de objetivos, de personalidade e de formas de resolver situações, os conflitos são muito comuns em qualquer situação. Se há diversidade, é natural (e saudável) que o ponto de vista das pessoas que compõem uma organização seja distinto.

Sendo assim, em um treinamento como este, primeiramente, busca mostrar a beleza que há nas divergências e como elas podem levar equipes e organizações mais longe em seus negócios.

Em um segundo momento, são apresentadas técnicas e estratégias que auxiliarão na gestão de conflitos, na identificação de suas causas iniciais, na necessidade ou não de mediação e na habilidade de encontrar pontos em comum que caminharão rumo à sua resolução.

Inteligência emocional

Desenvolver a inteligência emocional dos colaboradores pode ser um ponto crucial para o bom andamento de sua empresa. Ao longo do tempo e devido às contingências do ambiente, é comum que profissionais desenvolvam suas próprias formas de agir, às vezes carregadas de medos e traumas e controladas pela emoção.

Trabalhar pontos como resiliência, calma, foco e oferecer ferramentas que auxiliem na regulação de emoções e no lixo emocional são pontos chaves para que colaboradores conheçam suas emoções, as dominem e, assim, permaneçam motivados, produtivos e que construam um ambiente de trabalho saudável.

Gestão de tempo e produtividade

Entregas, prazos apertados e projetos multidisciplinares. Esse é o dia a dia de toda empresa. E para o bom andamento do trabalho, é preciso de pessoas comprometidas e capazes de cumprir todo o combinado.

Por isso, um treinamento de gestão de tempo e produtividade pode auxiliar o trabalho dos colaboradores e alavancar o desempenho de uma empresa. São conceitos, técnicas e dicas que transformam o tempo em aliado e não em inimigo.

A técnica GUT (Gravidade, Urgência e Tendência), técnica Pomodoro, ferramenta To Do e outros são algumas das lições que podem ser passadas aos colaboradores em um treinamento de gestão de tempo e produtividade.

Trabalho em equipe

Seja para um projeto especial ou para o dia a dia corporativo, promover o espírito do trabalho em equipe pode ser muito positivo e vantajoso para todos que estão envolvidos na organização.

Trabalhar e fortalecer o conceito “time” torna toda a equipe mais entusiasmada a vencer seus desafios e segura para contar com seus pares, que possuem capacidades específicas e complementares à sua.

Neste tipo de treinamento, são trabalhados conceitos como confiança, capacidade de delegar o trabalho, comunicação assertiva, valorização da equipe entre outros.

Capacitação de liderança

imagem de peças de xadrez em cima de um tabuleiro

O líder é peça chave e tem muita responsabilidade em todo o clima de uma empresa. Ele tem a capacidade de motivar e também, em alguns casos, de desmotivar bons profissionais. Por isso, é papel da empresa oferecer treinamentos de liderança que trabalhem as habilidades necessárias para este posto.

Em uma pesquisa da Michael Page consultoria empresarial, divulgada pelo G1, 8 em cada 10 bons profissionais pedem demissão por conta de uma liderança despreparada e incapaz de gerir funcionários para um bom resultado.

Ferramentas para tomada de decisão, habilidades na gestão de pessoas, treinamento para feedbacks assertivos e engajamento de talentos são tópicos muito importantes em um treinamento comportamental como este.

Motivação e proatividade

Dizem que motivação vem de dentro. Da mesma forma, a proatividade também é algo bastante pessoal. Porém, há muitos modos de aflorar esses aspectos, mesmo que cada colaborador seja único e movido por desejos bem particulares.

Durante um treinamento de motivação e proatividade, é primordial que sejam abordados temas como foco, visão abrangente, conhecimento do todo, responsabilidade e agilidade.

Por que aplicar treinamento comportamental nos colaboradores?

Há vários motivos pelos quais se faz necessário criar uma agenda de treinamentos comportamentais na rotina de um colaborador. Um deles é a valorização da equipe. Sim, ao oferecer cursos, o colaborador se sente bastante valorizado.

É como se percebesse que faz parte de uma organização que o vê e que julga valer a pena investir em seu aperfeiçoamento.

Além disso, treinamentos promovem a interação das equipes, o alinhamento entre o comportamento dos colaboradores e a cultura da empresa, mantém os funcionários motivados e contribui para o conhecimento e avanço das organizações.

Como o RH deve promover o desenvolvimento comportamental?

Por meio de treinamentos e cursos certos, o departamento de Recursos Humanos de uma empresa é capaz de promover o desenvolvimento comportamental em suas equipes e líderes. Engajando-os e encorajando-os a evoluírem sempre.

Conversas em grupos, comunicação interna com conteúdo sobre assuntos ligados à saúde mental e comportamento e canal aberto que proporcione conversas individuais são também algumas outras maneiras de promover o desenvolvimento dentro do ambiente corporativo.

Como elaborar um treinamento comportamental?

Para a elaboração de um treinamento comportamental é preciso, antes de mais nada, um diagnóstico da equipe. Ao conhecer bem a equipe e o que cada um de seus membros precisa para se desenvolver, é possível propor treinamentos capazes de agregar verdadeiramente.

Por exemplo, há um projeto em vista que é crítico, com prazos curtos, que envolve tomada de decisões importantes e entregas consistentes. Por que não, então, apostar, no momento, em treinar a inteligência emocional e a capacidade de gestão de tempo destes profissionais?

Definido o tema, é hora de buscar por treinadores comportamentais. Eles podem estar dentro da empresa ou pertencer a uma consultoria externa, desde que tenham didática e dinâmica para passar o recado pretendido.

Após aplicado, é importante não esquecer de acompanhar e mensurar a capacitação. É imprescindível que o treinamento esteja sempre alinhado às necessidades da empresa e à sua estratégia, trazendo ganhos a curto e a longo prazo. 

Principais vantagens desse tipo de treinamento

O treinamento comportamental tem a vantagem de ser bastante amplo e capaz de abordar pontos que ajudarão o colaborador como um todo, em suas vidas pessoal e, principalmente, profissional.

Ainda que haja sempre um tema definido, a capacitação comportamental costuma ser bastante abrangente e capaz de potencializar a performance dos colaboradores em diferentes aspectos e frentes de atuação.

Eles, ainda, têm a vantagem de atualizar a empresa de acordo com as demandas atuais do mercado, trazendo as práticas mais relevantes e inovadoras do momento, melhorando cada dia mais o capital humano das organizações.

Conclusão

imagem de um grupo de pessoas sentado escrevendo e um homem levantando a mão

Neste artigo, foi possível conhecer os 7 principais treinamentos comportamentais que devem fazer parte da agenda de uma empresa. Você pode entender a aplicação deste tipo de treinamento e os motivos de ele ser tão importante para o negócio.

Viu também que conceitos como inteligência emocional, motivação, proatividade, gestão do tempo, resolução de conflitos, lideranças entre outros são iniciativas de educação corporativa que, a curto ou a longo prazo, trazem retorno certo.

Se você se interessou pelos treinamentos e quer saber adquirir as competências necessárias por meio de treinamentos? No Blog da PontoTel, é possível encontrar artigos bem completos sobre cada um desses temas. Confira!

banner custos jornada de trabalho
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima